As flores aqui são protagonistas de um espetáculo onde o corpo masculino é cenário

Flores e plantas estão presentes em minha vida desde a infância. Crescendo em uma casa onde todos são apaixonados por jardins, o gosto por mexer na terra e cuidar de plantas nasceu em mim ao ver meus pais, com tanto carinho e dedicação, cultivarem seus canteiros de rosas, cravos, margaridas, jasmins e tantas outras que enfeitavam minha casa. Dessa infância colorida e perfumada até elas aparecerem em minha fotografia foi apenas uma questão de tempo.

A princípio me encantava a magia de assistir uma pequena semente transformando-se em uma linda planta, mas com o tempo e a descoberta da minha sexualidade, a sensualidade das flores passou a ser a minha fonte de inspiração ao fotografá-las. Não pude evitar de encontrar pontos convergentes entre elas e o corpo masculino nem de sentir prazer ao admirar a diversidade de formas e texturas tanto das flores quanto do corpo masculino. Duas belezas que me atraem não poderiam conviver separadas na minha arte.

Este ensaio pretende retratar o corpo masculino como cenário onde as protagonistas do espetáculo são as flores, interagindo através de luzes, sombras, foco e desfoques com texturas, pilosidades, pregas e peles em espaços aparentemente vazios, limitados, mas subjetivamente infinitos. Neste espetáculo as formas do corpo entrelaçam-se com as formas das flores, criando uno, criando sonho. A natureza nos brindando com seu espetáculo natural convertida em objeto estético através do olhar.

Two pieces of beauty

Flowers and plants have been present in my life since childhood. Growing up in a house where everyone is passionate about gardens, the taste for working the earth and caring for plants developed in me as I watched my parents, with such care and dedication, cultivate their flower beds of roses, carnations, daisies, jasmine and so many others. They adorned my house. From this colorful and scented childhood to their presence in my photograph it was just a matter of time.

At first I was fascinated by the magic of watching a small seed grow into a beautiful plant, but over time and the discovery of my sexuality, the sensuality of the flowers became my source of inspiration as I photographed them. I could not help finding converging points between them and the male body nor taking pleasure in admiring the diversity of shapes and textures of both the flowers and the male body. Two pieces of beauty that attract me so much could not stand separately in my art.

This essay intends to portray the male body as a scenario where the protagonists of the show are the flowers, interacting through lights, shadows, focus and blurs with textures, hair, folds and skin in apparently empty, limited spaces, but subjectively infinite. In this show the shapes of the body intertwine with the shapes of the flowers, becoming one, creating dream. Nature presenting us with its natural spectacle converted into an aesthetic object before the eyes.

*Este trabalho foi publicado na ed. 27 da revista Mascular Magazine. Confira clicando aqui ou aqui.


Todas as informações incluídas neste site, como texto, gráficos, fotos, o logotipo e as imagens, são de propriedade exclusiva de Paulo Pomkerner e protegidas pelas leis de direitos autorais. Qualquer cópia, distribuição ou modificação das informações contidas neste site, na forma eletrônica ou impressa, sem permissão anterior expressa por escrito de Paulo Pomkerner, é estritamente proibida.