fbpx

A fotografia em tempos de quarentena

Blog

A fotografia em tempos de quarentena

A fotografia em tempos de quarentena

Toda a classe artística está sofrendo nessa quarentena e conosco, fotógrafos, não é diferente. Grande parte do nosso trabalho depende de contato social, seja através de modelos em estúdio ou caçando o instante perfeito nas ruas e nada disso é possível agora. Então, o que fazer? Reinventar-se, claro. Agora é a hora de estudar, de conhecer novas vertentes fotográficas e autores. De colocar no papel aquela ideia que há tempos está martelando na cabeça e encontrar formas para fazer dela realidade. De voltar os olhos para o cotidiano, para o familiar, e descobrir aquilo que estava velado pela rotina.

a-fotografia-em-tempos-de-quarentena-blog-paulo-pomkerner-photograph
COLIN (LISBOA, PORTUGAL)

E se tudo isso não for o suficiente, podemos aderir aos ensaios virtuais feitos à distância. Um dos mais belos exemplos que tenho acompanhado é o trabalho do fotógrafo Chris, The Red. Há anos estuda o nu, os corpos, a sexualidade e, apesar de estar acostumado a trabalhar em casa, como continuar durante a quarentena? “Fotografar é comunicar-se, mas como realizá-lo e manter-se em casa?” A partir destes questionamentos nasceu o projeto “Corpos em Quarentena”.

a-fotografia-em-tempos-de-quarentena-blog-paulo-pomkerner-photograph
BRUNO (ITAQUAQUECETUBA, BRASIL)

Os ensaios são feitos utilizando chamadas de vídeo, registrando os modelos em suas casas, em seu familiar. Segundo o fotógrafo, o projeto surgiu sem pretensões, apenas com amigos e outros modelos com quem já havia trabalhado, como uma estratégia para aprender a fotografar nesse processo de pandemia, mas em pouco tempo o projeto ganhou uma nova dimensão, ultrapassando todas as fronteiras.

a-fotografia-em-tempos-de-quarentena-blog-paulo-pomkerner-photograph
ANGELUS (RECIFE, BRASIL)

Mesmo sem saber qual será o destino dessas imagens, se irão materializar-se em uma exposição ou livro, os frutos desse trabalho já estão sendo colhidos em forma de novas amizades. “A arte existe porque a vida não basta”, como disse Ferreira Gullar e, em tempos de quarenta, só a arte consegue aliviar nossas angústias em relação ao futuro.

a-fotografia-em-tempos-de-quarentena-blog-paulo-pomkerner-photograph
ANDREW (GARANHUNS, BRASIL)

Veja mais do trabalho de Chris, The Red aqui ou no Instagram


Este texto foi originalmente publicado no aplicativo CulturaCuritiba

Baixe o app na Google Play clicando aqui

PauloPomkerner

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *